O maior portal esportivo de Araxá e região!!!
Sunday May 19th 2019

Araxá: a capital das duas rodas com a CIMTB e a BMX

Brasil e México estrearam a Maratona na CIMTB Michelin com vitória em Araxá

Henrique Avancini e Daniela Campuzano foram os campeões. Vice-campeões foi o colombiano Fábio Castañeda e a argentina Agustina Apaza

Os quase 3 km de subida acumulada não intimidaram os atletas que pedalaram a Maratona da Super Elite. A prova de 62 km foi o primeiro estágio dos quatro dias de competições da Super Elite. Na estreia do Cross Country Maratona (XCM), o brasileiro Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) e a mexicana Daniela Campuzano levaram a melhor. No masculino, o vice-campeão, o colombiano Fabio Castañeda, concluiu a prova com quase dois minutos de diferença em relação ao líder. A terceira colocação ficou para Bruno Lemes (Squadra Oggi) que lutou com o pelotão e terminou a prova em 2:46:06. Confira o resultado masculino. Confira o resultado feminino.

No masculino, o pelotão inicial ficou por conta dos brasileiros Luiz Henrique Cocuzzi (Equipe Lar – Scott), Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing), Kennedi Lago (Squadra Oggi), Daniel Grossi (Groovebikes/Chaoyang/Shimano/Asw), Guilherme Muller (Cannondale Brasil Racing), os colombianos Fabio Castañeda (Colombiano), Jhonnatan Botero (Indeportes Antioquia GW Shimano) e o português David Rosa (Massi).

A primeira volta concluiu com Cocuzzi em primeiro, seguido do colombiano Jhonnatan e Henrique Avancini. Aos poucos, os líderes foram sendo definidos e na segunda, Avancini cruzou em primeiro, seguido do colombiano Jhonnatan e de Bruno Lemes. Na terceira volta, o cenário mudou, Castañeda conquistou posições finalizando em segundo e Bruno Lemes concluiu em terceiro.

Avancini brincou “Para ser sincero eu sofri na primeira volta igual cachorro na mudança”. O atleta afirmou que foi difícil manter contato com o grupo. “A partir da segunda volta eu comecei a me impor um pouco mais, consegui encaixar um bom ataque, já que era meu objetivo tentar me isolar e andar um pouco mais lento, para passar esse dia tentando economizar o máximo possível”, comentou. O campeão do primeiro estágio completou “Não vou dizer que eu economizei muito, mas, esse foi o objetivo e vencer a etapa com uma boa vantagem é um bom início para esses quatro dias”, finalizou.

O colombiano, segundo colocado, Fábio Castañeda, considera a Maratona um dos estágios mais duros. “Claro que ainda faltam três dias. Eu acredito que a Maratona e a etapa de Cross Country são muito decisivas e agora é tirar essa diferença. A Maratona vai custar um pouco, mas tenho vindo bem no XCO e vou me defender”, comentou.

Super Elite Feminina
Com as mulheres, a briga não foi diferente. A mexicana Daniela Campuzano levou a melhor, seguida da argentina Agustina Apaza que concluiu os 62 km com mais de sete minutos de diferença em relação à líder. A atleta Sense Factory Racing, Jaqueline Mourão, subiu ao pódio na terceira colocação.

No pelotão principal, a mexicana Daniela Campuzano, as argentinas Agustina Apaza e Paula Quiros (Gili Bike), a colombiana Yosiana Quintero (Cundinamarca – Gw Shimano) e as brasileiras Jaqueline Mourão (Sense Factory Racing), Letícia Cândido (Corinthians Audax Bike Team) e a companheira de equipe Raiza Goulão, Viviane Favery (Cannondale Racing Brasil), Paula Gallan (Squadra Oggi) e Sofia Subtil (4Fun/First/Mynd) ditaram o ritmo.

Apesar de ter ganhando com vantagem, a campeã da Maratona afirmou que a prova foi dura. “Tive que caminhar em uma parte, enquanto Agustina subiu com a bicicleta. Aos poucos, eu abri um pouco e na subida seguinte, que era mais íngreme, eu tentei manter a cadência e abrir uma vantagem”, comentou. Ela ressaltou também que não ter tido problemas mecânicos, deu a ela uma tranquilidade.

Agustina Apaza afirmou que foi um ótimo primeiro dia. “A prova foi muito dura e muito grande, mas um primeiro dia lindo. Sabia que eu teria que tratar de fazer as três voltas o mais próximo possível da primeira colocada e colocar o meu próprio ritmo”, disse.

A atleta Sense Factory Racing, Jaqueline Mourão, chegou a concluir a primeira volta em segundo lugar, com uma diferença pequena em relação à líder, mas afirmou que preferiu se preservar para os próximos dias. “Acho que mentalmente eu tive que trabalhar o tempo todo e fiquei muito feliz de conseguir andar com a Daniela durante uma volta. Senti uma queda de energia e percebi que eu tinha que fazer minha prova, afinal temos três dias pela frente”, finalizou.

O segundo estágio, um Short Track (XCC), aconteceu no último dia 23, uma sexta-feira.

A Maratona abriu a etapa de Araxá da CIMTB Michelin

Organizador afirma que prova deixou a etapa mais tática. Mais de 1 mil atletas se inscreveram na etapa.

Ela foi a largada na Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB Michelin) e foi com novidade. A Maratona foi mais um estágio inserido para a Super Elite. Os monstros do mountain bike brasileiro pedalaram cerca de 62 km nas estradas que retornam o Complexo do Barreiro, local onde o Tauá Grande Hotel está instalado.

A inserção da Maratona nos estágios da Super Elite foi uma exigência da União Ciclística Internacional (UCI). “Houve uma mudança no regulamento internacional. Como a prova de Araxá é uma das três únicas do mundo a ter essa classificação e essa pontuação no ranking mundial e no ciclo Olímpico, fomos obrigados a colocar uma prova de Maratona no primeiro dia de competição”, explicou o organizador Rogério Bernardes. “A prova balizou os próximos dias para definir quem seria o campeão, já que essa decisão foi feita com o menor tempo acumulado nos quatro dias”, comentou.

Segundo Rogério, essa mudança pode mudar o cenário da etapa. “Foi um dia a mais de competição e uma prova de longa duração. Então, nos últimos anos, como as provas eram mais explosivas, a diferença entre os primeiros colocados eram poucos segundos no acumulado e com a Maratona, as distancias se tornaram maiores. Então, foi uma prova muito mais tática, o atleta teve que atacar mais e se programar para competir com seus adversários. Deu uma dinâmica na prova completamente diferente”, finalizou o organizador.

Mais de 1 mil atletas em Araxá 
A Maratona abriu uma sequência de competições no Complexo do Barreiro, em torno do Tauá Grande Hotel. Ao todo, mais de 1 mil atletas, divididos em quase 30 categorias, pedalaram o Cross Country Olímpico (XCO) que teve o percurso repaginado este ano. Com novidades no trecho mais tradicional, o Descidão Dona Beja, todas as categorias passaram pelo local. Outros locais também tiveram melhorias e uma ponte foi construída próximo ao bolsão de largada dando vazão para o público.

Foi neste local que esteve localizado também área kids e a pista de Test Ride, onde aconteceu a corrida da categoria Mirim. Área de alimentação e Beer Truck estiveram instalados no evento para dar mais conforto e comodidade ao público.

Pneus Michelin na Etapa de Araxá
Os pneus MICHELIN destinados ao Cross Country Olímpico (XCO) são o MICHELIN Force XC, MICHELIN Jet XCR e MICHELIN Force AM. Com aros de 26, 27,5 e 29, os pneus possuem tecnologia Gum-X, que oferece maior intensidade com a combinação de três borrachas especiais: tração externa, camada base de composto de corrida e aderência lateral.

O MICHELIN Jet XCR, projetado para competição, foi testado e aprovado pela equipe líder do Mundial de 2016 BH SR SUNTOUR-KMC, que tinha entre os atletas o francês Maxime Marotte, 4º lugar nos Jogos Olímpicos 2016. Com a carcaça Race Shield e com fibras de alta densidade 3×150 TPI, o pneu oferece velocidade tração e aderência.

A linha MICHELIN Force XC, também projetada para competição, promete uma durabilidade maior graças à carcaça de proteção Cross Shield, o que aumenta a força com fibras de alta densidade 3×110 TPI.

Indicado para Trail e All Mountain e com carcaça cruzada de alta densidade, o MICHELIN Force AM e MICHELIN Wild Am possuem carcaça 3×60 TPI com uma camada de reforço de alta densidade para maior aderência e reforço. Oferece máxima aderência para uso competitivo e mais confiança nos passeios.

Michelin
A Michelin, líder do segmento de pneus, se dedica ao desenvolvimento da mobilidade de seus clientes, de forma sustentável, criando e distribuindo os pneus, serviços e soluções mais adequados às suas necessidades; fornecendo serviços digitais, mapas e guias, para ajudá-los tonar suas viagens experiências únicas; e desenvolvendo materiais de alta tecnologia, que atendem à indústria da mobilidade. Sediada em Clermont-Ferrand (França), a Michelin está presente em 170 países, emprega 114.100 pessoas em todo o mundo e dispõe de 70 centros de produção implantados em 17 países diferentes que fabricaram 190 milhões de pneus em 2017.

Sense Bike
Parte da Lagoa Participações, a Sense Bike foi criada em 2009, com o sonho de construir uma marca de bicicletas feita por apaixonados para apaixonados, com padrão internacional, foco em desenvolvimento e indústria de ponta. Com o objetivo inicial de atender às demandas voltadas para a mobilidade urbana, tornou-se referência no mercado no desenvolvimento de bicicletas elétricas. Em 2014, foi inaugurada a fábrica em Manaus, que possibilitou o início da produção de quadros, bem como a montagem de bicicletas elétricas e convencionais (mountain bike, urbana e road), com o que existe de mais inovador em tecnologia. Em abril de 2018, a Sense Bike comprou a Swift Carbon Global, importante fabricante mundial de bikes em fibra de carbono, com operação industrial na cidade do Porto (Portugal). A marca também é patrocinadora de uma das equipes mais importantes do MTB nacional – a Sense Factory Racing, que já conquistou grandes títulos em competições nacionais e internacionais.

CIMTB Michelin 2019 
A CIMTB Michelin conta pontos para o ranking mundial, da União Ciclística Internacional (UCI), fazendo parte do ciclo Olímpico Tóquio 2020, ranking Brasileiro e estaduais.

Copa Internacional de Mountain Bike comemora a 24ª Edição em 2019. O evento tem patrocínio da Michelin, o pneu oficial da competição, e Copatrocínio da Sense Bike.

Prefeitura foi parceira da Copa Internacional de MTB

O evento que reuniu mais de mil atletas na cidade, contou com o apoio de 400 parceiros, pessoas que foram fundamentais para a segurança e sucesso da competição

 A Copa Internacional de Mountain Bike movimentou o fim do mês de abril em Araxá. Antes da abertura oficial, tudo foi cuidadosamente planejado com todos os parceiros. Os organizadores reforçaram os agradecimentos à administração do Prefeito Aracely de Paula pelo apoio financeiro e logístico ao evento quando se reuniram com representantes das polícias Militar e Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros, das secretarias de Segurança Urbana e Cidadania, de Saúde e da empresa Vera Cruz, acertando os últimos detalhes das ações de segurança da competição.

O Secretário de Esportes, Edson Gaspar de Souza (Edinho Souza), informou que como nos anos anteriores, o Prefeito Aracely não mediu esforços para apoiar a Copa Internacional, reconhecendo a importância do campeonato, e ampliou a parceria com a competição. Destacou a participação da Secretaria de Serviços Urbanos na manutenção da pista; da Secretaria de Saúde com ambulâncias e trabalhos médicos; da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania, com apoio aos órgãos de segurança e da Secretaria de Educação que coordenou os concursos de redação mobilizando os alunos das escolas municipais da cidade. “São vários órgãos parceiros desse evento de relevância internacional que cada vez mais divulga o nome de Araxá para o mundo, promovendo esporte, lazer e movimentando a economia da cidade. ”, ressaltou Edinho.

O organizador da Copa, Rogério Bernardes, deixou claro que o apoio da Prefeitura e dos parceiros foram fundamentais para a realização do evento. Informou que as reuniões também foram fundamentais para que o planejamento ocorresse como foi detalhado e assim garantindo a segurança da população e a qualidade do atendimento. Cerca de 400 pessoas atuaram como parceiros para que tudo funcionasse da melhor forma. A Copa ofereceu praça de alimentação, estandes com bicicletas e artigos esportivos, uma estrutura muito bem organizada, um ambiente saudável que recebeu as pessoas que prestigiaram a competição.

Rogério informou que houve linhas de ônibus exclusivas atendendo o evento e a Secretaria de Esportes reservou o pátio do Estádio Municipal Fausto Alvim para quem quisesse ir de ônibus, deixando o carro na área central. Os organizadores também fizeram parcerias com a Codemig, Mosaic e empresários da região, para levantar o maior número possível de áreas de estacionamento e evitar ao máximo que as pessoas estacionassem os carros em local proibido, no acostamento da rodovia. “As pessoas que foram ao Parque do Barreiro tiveram um local para estacionar, acesso facilitado, sabendo que foram para um evento de ambiente familiar, de lazer, de alegria e que todos aproveitaram o máximo”, completou Rogério.

Para o Major Ademir Fagundes, Subcomandante do 37º Batalhão da Polícia Militar, participar com os demais parceiros foi muito importante para o sucesso da competição. “Foi um evento de envergadura internacional e a Polícia Militar sempre atenta aos eventos em nossa cidade esteve garantindo a segurança dos competidores e do público que foi prestigiar a competição”, finalizou.

Copa Brasil de BMX teve o apoio da Prefeitura

Araxá sediou a 1ª etapa da competição que reuniu mais de 200 atletas de 9 estados e valeu pontos para o ranking nacional da modalidade.

A pista de bicicross no bairro Dona Beja, recebeu 203 atletas no último dia 14 de abril, um domingo, pela 1ª etapa da Copa Brasil de BMX. A Prefeitura de Araxá teve grande participação no campeonato que reuniu competidores de 76 cidades de nove estados, disputando 44 categorias. Evento que a Administração Municipal considera muito importante para fomentar o turismo e economia do município.

O Secretário de Esportes, Edson Gaspar de Souza, destacou a que com a sensibilização do Prefeito Aracely de Paula, foram empenhados todos os esforços para promover a competição. A Secretaria de Serviços Urbanos deu toda a manutenção na pista; a Secretaria de Saúde forneceu ambulância e enfermeiro; a de Esportes ajudou na logística e em todo o andamento para promover a Copa do Brasil pela primeira vez em Araxá. “A prefeitura é responsável por esse grande evento que divulgou o nome da cidade. Vários sites transmitiram a prova ao vivo, repercutindo a competição no Brasil todo, esporte é vida, há um envolvimento social muito importante”.

O organizador da competição, Juliano Maikon, reforçou que a participação da Prefeitura foi fundamental para a realização do campeonato. A pista foi ampliada atendendo as normas da Federação e está compatível para receber provas oficiais. Já promoveram campeonatos locais, regionais, estaduais e hoje com a modificação, temos uma pista internacional. Destaca que Araxá sediou a abertura do calendário, os atletas buscaram pontos para pleitearem bolsa atleta, disputar olimpíada, pontuar no ranking nacional e estadual. “Estou realizando um sonho. Ajudei a idealizar essa pista, são 17 anos envolvido com o BMX. Com o resultado do evento esperamos receber homologação da pista para promover campeonatos internacionais em 2020”.

O coordenador da Confederação Brasileira de Ciclismo, Kleber Santos, ressaltou a importância de um evento numa cidade que já tem tradição no ciclismo e possui uma bela pista, bastante estruturada como é o caso de Araxá. “Esta é a abertura da Copa do Brasil, serão 5 etapas por todo o Brasil selecionando os melhores. É uma etapa muito importante, agradecemos a todos pelo apoio”.

A atleta Gabriela Kruze, é de Novo Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul e competiu pela elite. Tem 46 anos de idade e buscou pontos do ranking nacional para a bolsa atleta. “Eu não conhecia Araxá, espero que o evento seja grandioso e que eu consiga uma boa colocação”.

A competição recebeu atletas de várias idades, entre eles Olympio Bernardes Ferreira Neto, que compete pela categoria cruiser 50+. Ele tem 75 anos e mora em Araraquara. Conta que é hexacampeão paulista, campeão brasileiro, campeão argentino e terminou em 3º lugar no mundial. São 479 troféus e centenas de medalhas. “Sou um garoto no meio de muitos garotos. É muito importante competir, você ganha elasticidade, velocidade e rapidez de raciocínio. Tudo no seu corpo tem que funcionar ao mesmo tempo, você tem que tomar as decisões, pedalar ver o que vai fazer, tem que ser super ágil, é muito bom”.

Galeria de imagens:

CLIQUE AQUI PARA MAIS SOBRE MOUNTAIN BIKE

CLIQUE AQUI PARA MAIS SOBRE BMX

CLIQUE AQUI PARA MAIS SOBRE ESPORTE ESPECIALIZADO

CLIQUE AQUI PARA A PÁGINA DE COMENTÁRIOS

Ou utilize o formulário de contato abaixo:

Deixe o seu comentário


2 × oito =


    Na sua opinião: Quem vai levar o prêmio de melhor goleiro de 2016 no Amadorão?
    Ediney do Dínamo
    Túlio do Grei
    Kaio do Internacional
    Votar
    resultado parcial...

    ______________________
    Na sua opinião: quem será o lateral direito que vai levar o prêmio de melhor de 2016?
    Rafael Bundinha do Dínamo
    Lucas Manguinha do Grei
    Ramon do Tigrão
    Votar
    resultado parcial...

    _______________________
    Na sua opinião: qual a dupla vai ser eleita os melhores na premiação do Futebol Araxá-Arquibancada?
    Thiago Piriá (Grei) e Douglas Pajé (Gef)
    Thiago Piriá (Grei) e Jorge (Grei)
    Thiago Piriá (Grei e Jorge (Tigrão)
    Douglas Pajé (Gef) e Jorge (Grei)
    Douglas Pajé (Gef) e Jorge (Tigrão)
    Jorge (Grei) e Jorge (Tigrão)
    Votar
    resultado parcial...

Nossos Parceiros

  • 141 – ANUNCIE AQUI

(34) 98868-6062

  • 101 – MARCIO BUFFET (MRM)
  • 102 – TELE PIZZA VOGNER
  • 103 – Twitter do Futebol Araxá
  • 104 – SINTHA
  • 105 – Evandro Carlos da Silva
  • 106 – RADIO WEB ARAXÁ
  • 107 – Fest Natal
  • 108 – Ambev
  • 109 – radio web araxa
  • 110 – Radio Web Araxa
  • 111 – ANUNCIE AQUI
  • 112 – EXPRESS DELIVERY
  • 113 – HQ BRASIL
  • 114 – ANUNCIE AQUI
  • 115 – radio jovem

Estástiscas

  • 1639299Total de visitas:
  • 3660251Total de Leituras:
  • 6Visitantes online:

Parceiros

  • 143 – Bar Man Barbearia
  • 144 – BETINHO PISCINAS